quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

E se...

Já se olhavam entre lençois e braços entrelaçados. depois de uma longa noite de entrega.
-Vamos fazer uma brincadeira?- disse ela com a voz em sussurros.
-Qual?- disse ele intrigado.
-A brincadeira do "E se..."
-...
- E se eu tivesse que mudar de país?
-Eu te esperaria até o último minuto da minha vida, ou iria com você. E se nos casassemos...e se tivessemos filhos...
- E se o tempo não deixasse isso acontecer?
-Então seriamos só nós dois de qualquer forma. E se você pudesse realizar um sonho?
-Seria médica na África, salvaria vidas e não teria mais dúvidas quanto minha existência. E se tivessemos uma briga feia?
-Eu discutiria por alguns minutos, mas depois me calaria, te abraçaria, enxugaria suas lágrimas e pediria para não brigarmos nunca mais. E se eu trabalhasse num lugar bem longe de você?
-Eu iria junto, e ficaria ao seu lado. E se você pudesse fazer um pedido agora?
-Viajaria o mundo com uma mochila nas costas, conheceria e escreveria várias histórias e não teria endereço fixo jamais. E se eu te pedisse uma coisa agora?
-O quê?
-Dança comigo?
Dançaram no quarto iluminado por velas. com o corpo colado. e permaneceram ali. a janela de vidro revelava os segredos deles. o conjunto que formavam. a continuação que eram um do outro. o imediato que viviam e o amanhã que esperavam...

3 comentários:

D.Ramírez disse...

Como nao te ler..o amanhã, acho q não estão com pressa que chegue..lindo como sempre.

Fiz uma brincadeira com vc..de uma olhadinha;)

Besos

Docinho disse...

adorei o texto
principalmente o final rs rs rs


bjinhos docinhos

Cadinho RoCo disse...

Quando juntos o amor trata de aparar as arestas.
Cadinho RoCo