quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Doce encanto de Pearl

imagem de vinicius mattoso

de todas as intensidades. quis amar. de todos os erros. quis participar. de tudo era um pouco dela. as tonalidades mais distintas. os prazeres mais carregados. as verdades mais absolutas. essa era Pearl. a menina que quis conhecer o mundo. e experimentou todos os sabores. sabia cantar e criar. era ausente de si durante as noites em que cantava. se transformava. era como se ficasse nua. podia ser vista sem medo. era livre ali. era o seu lugar. era a mulher da voz rouca. e das expressões amplificadas. e por mais sozinha que fosse. queria pertencer a alguém. que fosse como ela. cheio de sentimentos. se perdia no caminhos que escolhia seguir. mas jamais parava. continuava. era parte de seu coração. era tudo o que tinha agora. o mundo. nada mais escapava de suas mãos. ninguém deixaria de ouvir suas palavras. era tão doce e aspero.
INTENSIDADE E LIBERDADE. era os votos que ela escrevia no coração do mundo.


"A liberdade nos leva a sentir, e os sentimentos não podem ser ruins. Somos feitos de sentimentos. Estamos compostos de sentimentos e existimos e vivemos por eles, no que me diz respeito. Acho este tipo de liberdade linda" Janis Joplin.

3 comentários:

Camilla Tebet disse...

Intensidade e liberdade, que completo esse desejo. Há ai a necessidade de um equilíbrio entre os dois que só a liberdade,olhos abertos e coração em paz pode dar.

Germano Xavier disse...

E todos nós esperamos Godot chegar...

Um carinho, Jaque.
Continuemos...

Flávia disse...

Janis é sempre Janis.

Sempre, e sempre, me emociono ouvindo "Summertime".

Beijos!