sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Breve.

Ela sentia uma coisa estranha. as coisas pareciam fora do lugar. as cores já estavam desbotada. e o vento já não era mais brisa também. não sabia bem o que era. talvez estivesse fora do lugar. vagando. como uma criança perdida. que sente tanto medo depois do primeiro quarteirão desconhecido. procurava por ela mesma. não por ninguém. batia de porta em porta. tocava campainha. comprava fichas pra telefonar. mas estava só. ali. era a única que não sabia pra onde ia. vai ver que era por isso que ninguém ajudava. passou tantos anos seguindo passos. até descobrir que sabia andar sozinha. mesmo que não se sentisse segura. ajeitou a toca felpuda na cabeça. e olhou ao redor. viu tantas coisas. que nem sabia por onde começar. sorriu. os olhos dela brilhavam. o casaco aberto. fazia um movimento. como se tirasse a garota pra dançar. então ela saltitou. era levada. não se importava que os outros olhavam. porque agora ela estava só com ela mesma.

a maior verdade do mundo, é aquela que você acredita.

e ela tinha um lar agora. que era dela. por isso ela acreditava. que por mais ausente que estivesse. voltou a tempo de se encontrar.

6 comentários:

meus instantes e momentos disse...

muito bom teus textos. Bem feitos, inteligentes. Gosto daqui.
Maurizio

Lorena disse...

Gosto demais de contos e crônicas, vou ficando por aqui e lendo... Gostei dos seus textos, da delicadesa deles. =)

Obrigada pela visita!

. fina flor . disse...

se ela era a única a não saber aonde ia, então, não é mais... somos duas, rs*

beijos, querida e bom fim de semana

MM.

Letícia disse...

Jaque,

E sempre o seu formato cada palavra, um ponto. É seu estilo que admiro. E sim, a solidão é quando somos nós mesmos. Ficar sozinho não é todo ruim. Escrever é um exercício solitário. Embora seja povoado de palavras, o texto é sempre sozinho.

E gostei da citação.

"a maior verdade do mundo é aquela que você acredita."

(Jaque Lima)

Tenho muitas verdades e acredito em quase tudo.

Bjs.

Germano Xavier disse...

Da série "Pequenos textos gigantes"...

Coisas da Jaque.

Um carinho e um continuemos...

meus instantes e momentos disse...

passando de novo apenas para te desejar um feliz final de semana.
Maurizio