terça-feira, 19 de janeiro de 2010


"Natural é as pessoas se encontrarem e se perderem".
(Caio Fernando Abreu)


Tinha passado algumas noites sem dormir.incompreendida que era a menina. às vezes era assim perdia o sono. de vez em quando passava noites lendo e ouvindo blues. depois o sol chegava. e ela ia dormir.era toda ao contrário a menina descalça. as palavras saltitavam da cabeça pro papel branco. e depois de organizadas. se perdiam. confundidas as palavras e os passos da menina. os pés já estavam sujos de poeira e de terra. mas ela gostava assim. sentia tudo. eles passavam por tantos lugares. esse era o único jeito dela conhecer todas as coisas. queria tantas coisas. queria voltar alguns anos. balançar no balanço de madeira do fundo do quintal da sua casa de infância. depois queria bolo quente que a vó fazia. ai queria viajar pra um lugar distante. desejou que ele voltasse pra ela. arrependido e apaixonado. depois de tanto querer abriu seu livro de poemas. alimentou se de palavras. então saciada.descansou.

(imagem: http://tertuliacomsotaque.blogspot.com/2009/10/pe-descalco.html)

Um comentário:

jefhcardoso disse...

Bolo de avó é muito bom! Digo, feito pela avó, claro (sorrio). Legal isso de usar o ponto final durante o texto! Ficam bem claras as intenções da construção. Gostei. Vi algo do tipo na escrita do Saramago (História do Cerco a Lisboa), mas era diferente, não era bem com os pontos.

Abraço: Jefhcardoso de blog em blog>> conhecendo os mundos.

http://jefhcardoso.blogspot.com