sábado, 27 de março de 2010

Essa vida...

Resta pouco tempo para todas as outras coisas. Isto é um fato. estamos presos ao tempo. Isto é outro fato. e passamos por tanta coisa. conhecemos pessoas. sentimos.

falta de amor. viagem sem volta. essas coisas marcam as pessoas. e tudo o que parece certo. fica imperfeito. dolorido. mas aprendi que todo sentimento é bem-vindo. é secreto. e a gente sente sozinho. às vezes a gente ri por fora e chora por dentro. e tudo parece normal. mas o tempo passa e a gente aprende. supera.

quanto aos amores que a gente tem na vida. um amor chega devagarzinho na nossa vida. e nos faz acreditar em tudo de novo. e com paciência esse alguém que ama de verdade espera por você. seu tempo. seu medo. você. não importa se você tenha desistido dessa coisa de ter alguém. você faz jogo duro. diz que não acredita mais em promessas de amor. e que sua vida é ser assim. sozinha. mas aí o tempo passa mais um pouquinho. e esse alguém acaba te encantando pelo jeito que fala. pela camisa pra fora da calça que usa. pelo cabelo desarrumado. pelos telefonemas de madrugada. pela preocupação que tem por você. por lembrar daquele chocolate que você comeu uma vez e gostou. aprendi que a vida é relativa. e pode ser intensa. é relativo porque. o que é bom pra mim. pode não ser pra ele.pra ela. pra você. é relativo porque sentimentos dependem de quem. e do que. é relativo. porque cada coisa tem seu jeito. é relativo porque pra sempre. pode ser até breve. é relativo porque a gente se confunde o tempo todo. é relativo porque cada um tem um tempo. é relativo porque é incerto. é relativo porque apenas alguns sortudos encontram a pessoa certa de cara. enquanto isso a gente vai tentando. e amando se apaixonando.

quanto as viagens sem volta. isso dói. porque quem vai não volta. e esse tipo de coisa é insubstituivel. a gente sabe que morre. mas não aprende a encarar perdas. ninguém ensina isso na escola. nem na vida. e aí sem mais nem menos. acaba. um ponto final numa história cheia de vírgulas e continuidades. e a gente aceita. em partes. todas as manhãs ao acordar você vai pensar nela. e vai chorar escondido. e vai sentir saudades. e vai lembrar das coisas que ela gostava. e vai continuar esperando ela aparecer de surpresa. e vai sonhar com ela. e vai comprar um presente de aniversário pra ela. e vai olhar as fotos uma,duas...dez mil vezes só pra ver ela sorrir de novo. e aí você percebe que ela vai estar em você pra sempre. em qualquer coisa que faça. com qualquer pessoa que ande. em cada lugar novo ou velho que você pisar. e tudo isso dói. dói não tocar nas mãos pequenas dela. dói não ouvir ela falar por horas. dói não ver ela sorrir. dói não poder abraçar. beijar. ficar em silêncio com ela. dói tudo isso. porque amor de mãe é pra sempre. e ninguém muda isso.

Existem três tipos de amor.
Amor de sangue. é o único que é pra sempre. eterno. insubstituível. companheiro. permanente.
Amor de amigo. não de colega. amigo você encontra um ou dois. se tiver sorte. encontra três. esses são aquelas pessoas que falam verdades pra você. que te acompanha no momento mais terrível da sua vida. que dá um milhão de risadas ao seu lado. que não se importa se você é rico ou pobre. amigo de verdade são poucos. acreditem. não existe uma turma de amigos. podem ser colegas. mas não amigos.
Por fim, tem o amor de relacionamento. homem mulher. essa coisa de pele. planos. e intensidades. esse amor é relativo. depende de quem. como. quando. este a gente passa a vida toda vivendo ou procurando.

2 comentários:

Paulinho disse...

Olhaaa Jaquee...lindo seu blog...bjusss

Enjembement disse...

Belíssimo texto... bjo.